Arrogância





Geralmente, quando estou bem comigo mesma, eu consigo deixar  as coisas que me incomodam passarem batidas, mas quando não estou bem, e nem com auto aceitação, qualquer coisinha vira um estopim para que eu exploda. Muitas vezes, faço isso com uma impulsividade infantil, e em 99% das vezes que me comporto assim, me arrependo. Hoje, eu não preciso mais estar com a razão... eu tenho um programa, um Deus, tenho vocês que me ensinam como ser e também como não ser. Não preciso mais ser impulsiva. Posso pensar antes de falar, sendo assertiva sem ser agradadora, concordar sem ser desagradável, e por aí vai. Eu vejo que eu não sou isso ou aquilo, procuro não me rotular, às vezes eu estou arrogante, intolerante, mas não há  nada que o Poder Superior e o programa não resolva.Assim eu vou vivendo. Errando, acertando, mas com certeza errando menos, e principalmente erros novos. Eu estou aprendendo a medir as minhas palavras e a contar até 10 antes de responder alguém com aspereza e arrogância. Só por hoje, eu sei que ainda tenho inúmeros defeitos, mas procuro, através do programa, não permitir atuar sobre eles. Deus remove os meus defeitos de caráter, mas eles ainda estão aqui dentro de mim, esperando para assumirem novamente o controle da minha vida. Basta uma atitude de indiferença ou intolerância com os princípios espirituais, para que eles voltem aflorados pela minha prepotência, arrogância e auto suficiência! Só por hoje, a mudança é um processo que requer prática, e ela é dolorosa. Mas vale a pena tentar!











* Texto com direitos autorais

Não se apegue às pedras do caminho

Sua vida pode ser um grande fardo, graças às pedras que você vem levando junto pelo caminho. E não se engane: as pedras que ger...