28 novembro 2014

Sabe, o tempo vai passando e estou amadurecendo em muitas coisas, em outras, ainda não... Mas percebo que avancei, mudei o que jamais imaginei conseguir modificar... 
Ainda sou insegura e imatura para tomar decisões... Custo a compreender as maledicências da vida e dos seres tidos como humanos, mas já tento manter a minha mente aberta para perceber  a diferença  e o valor de um só instante apenas de aceitação,
e saber o quanto me custa caro uma atitude intempestiva ou impulsiva...

 Sei que jamais serei perfeita, até porque, perfeição, hoje, não é uma meta, mas estou tentando me adequar a este mundo louco, e principalmente, não levar demasiadamente à serio as minhas próprias sandices...
Darléa Zacharias   


* Texto com direitos autorais

27 novembro 2014

Sempre em frente

Aos poucos, vejo um  clarão na escuridão dos meus contraditórios pensamentos... Percebo que tudo tem um propósito; então, começo a compreender algumas coisas e pessoas...  Sim,  já não tenho que questionar mais nada, preciso apenas fazer a minha parte da melhor maneira que puder, cumprir o que me foi designado e seguir  grata e alegremente por esta longa e sinuosa estrada do autoconhecimento...

Para comprar os meus livros acesseDarléa Zacharias


19 novembro 2014




‎"Ainda não sou o que devia ser. Também 



não sou o que desejo ser, mas pelo menos, 


graças à Deus, hoje já não sou mais quem eu 


era..."


Não sei onde estou indo, só sei que eu não 

estou mais perdida, aprendi a viver um dia de 

cada vez! 

Nas trevas fomos um raio de luz. Nas lutas fomos fortes e sobrevivemos... "Um 


dia, ao nos sentimos derrotados, percebemos que ainda poderíamos vencer. 


Quando tudo parecia estar perdido, nos rendemos e renascemos das cinzas!!!!!!"


Darléa Zacharias
* Texto com direitos autorais

18 novembro 2014

Somente um Deus amoroso e misericordioso pode enxugar as minhas lágrimas e devolver-me à uma vida que vale á pena ser vivida.
Eu não conseguia PERCEBER isso e acabei pintando tudo que via pela frente de cinza, preto e branco. Hoje, ao lado deste Poder Superior, e com a minha recuperação, já posso ver despontar as belas cores da vida e enaltecer com simplicidade e gratidão tudo que ELE já me proporcionava e eu não via...
Não estou aqui pregando o evangelho, nem falando de religião. Estou falando da força de um poder superior amoroso, que para mim, chama-se Deus.
Eu tentei chegar há vários lugares sozinha. Usei a minha força e cansei. Tentei resolver os meus problemas e fraquejei.
Me perdi de mim, da vida, dos meus amigos, e de tudo que me preenchia por dentro. Arrisquei tantas coisas quando resolvi tirar-me das mãos de Deus pegando o controle da minha vida.
Eu perdi a direção a ser seguida e estacionei em um purgatório de lamentações, depressão e síndrome do pânico. Hoje, vejo que sem Deus eu não sou nada.
E Deus, com a sua infinita misericórdia, me colocou em seu colo, e disse-me: Filha, eu ainda estou aqui, você ainda pode me sentir? Pode me aceitar e me deixar cuidar de todas as suas dores e curar as suas feridas?
E eu chorando muito disse-lhe:
Deus, perdoe-me por ficar tanto tempo longe de ti e por ter me esquecido que só tu é o meu Senhor e salvador. Tu, ó Senhor, mesmo com a minha desobediência e ingratidão não esquecestes de mim.
Digo-lhes amigos, que viver longe do amor incondicional de Deus, nunca mais!
Esperei 9 anos da minha vida para compreender que sem Deus eu não vou chegar a nenhum lugar.
Quanto tempo eu perdi... Mas foi bom, por que aprendi que até naqueles momentos em que eu achei que estava sozinha, Deus me carregava em seus braços.
Deus está no controle da minha vida. E eu sei que falar sobre isso, não é fácil. Não tenho a pretensão de convencer a ninguém sobre o grande amor de Deus, isto vai da espiritualidade de cada um, mas eu preciso dividir com vocês a alegria que estou sentindo.
Eu era uma pessoa muito triste, apesar de estar a quase uma década sem usar drogas, ainda me faltava algo. Hoje, não me falta mais nada. Aquele buraco, o vão que existia em minha vida, está sendo preenchido por Deus.
Sei que sofro de uma doença incurável chamada adicção. Deus me marcou com esta doença para que Ele não me perdesse de vista.Não falo de cura, pois sei que estarei até o fim dos meus dias em eterna recuperação. Hoje falo de paz e isso, eu tenho certeza que todo mundo quer, né?
Obrigada por fazerem parte da minha vida.

"Ao deixar que prevalecessem as minhas vontades, pensei que rumava à liberdade. Mas, na verdade, era  só solidão..."
Darléa Zacharias
Bem, fiquei quase 1 ano sem escrever no Blog... Agora estou de volta!
Acho que desencantei um pouco com essa coisa de facebook e estou voltando aos velhos e bons costumes de sempre...
Espero contar com vocês, meus amigos e leitores.
Com carinho
Darléa Zacharias
A gente se vê
por aqui!
 Bjsss

14 julho 2014

Carta de despedida às drogas

Carta de despedida às drogas

* Texto com direitos autorais