Os 10 traços de um co dependente

1. O co-dependente é guiado por uma ou mais compulsões.







2. Um co-dependente é compelido e atormentado pelo jeito que as coisas eram na família disfuncional de origem.







3. A auto-estima (e muitas vezes a maturidade) do co-dependente é muito baixa.





4. O co-dependente tem certeza de que sua felicidade depende de outros.





5. Do mesmo modo, o co-dependente se sente extremamente responsável pelos outros.





6. O relacionamento do co-dependente com o cônjuge ou outra pessoa significativa é desfigurado pelo instável desequilíbrio entre dependência e independência.





7. O co-dependente é um mestre da negação e da repressão.





8. O co-dependente se preocupa com coisas que não pode mudar e é bem capaz de tentar mudá-las.





9. Além disso, a vida do co-dependente é pontuada por extremos.





10. Para finalizar, o co-dependente está sempre procurando por alguma coisa que falta em sua vida.






DESLIGAMENTO EMOCIONAL COM AMOR



Desligamento não significa deixar de amar.

Significa que não posso fazer pelo outro, aquilo que ele precisa fazer.





Desligamento não é cortar a comunicação.

É a admissão de que não posso controlar uma outra pessoa.





Desligamento não é a facilitação,

mas deixar que haja aprendizado, através das consequências naturais.





Desligamento é admitir impotência,

o que significa, que a solução não está mais nas minhas mãos.





Desligamento não é tentar mudar ou culpar o outro.

É fazer o melhor para mim mesmo.





Desligamento não é cuidar do outro,

mas se importar com o outro.





Desligamento não é consertar,

mas dar apoio.





Desligamento não é julgar,

mas permitir que o outro seja um ser humano.





Desligamento não é ficar no meio, controlando os resultados,

mas deixar que os outros influam nos seus próprios destinos.





Desligamento não é ser protetor,

é permitir que o outro encare a realidade.





Desligamento não é negar,

mas aceitar.





Desligamento não é azucrinar, rejeitar ou discutir,

porém, descobrir minhas próprias limitações e corrigi-las.





Desligamento não é ajeitar tudo de acordo com os meus desejos,

mas viver cada dia que vier e cuidar de mim mesmo (a) nesse dia.





Desligamento não é me arrepender do passado,

mas crescer e viver para o futuro.





Desligar-me é temer menos e amar mais.

Não se apegue às pedras do caminho

Sua vida pode ser um grande fardo, graças às pedras que você vem levando junto pelo caminho. E não se engane: as pedras que ger...