22 setembro 2015

Prefiro vivenciar o injusto e apressado julgamento da multidão, e encarar a cremação por minha 

intrépida e inconstante originalidade, ao ser ovacionada por aquilo que não sou.

Desconfio e muito, dos sempre racionais, que nunca se desconcertam e saem do prumo, dos que 

são, mascaradamente conclusos, coerentes e sensatos.

Darléa Zacharias
Postar um comentário